Qual é o seu motivo pra viajar?

Sou uma dessas pessoas que gosta muito de música. Além de escutar cada álbum, perceber os detalhes, eu gosto de assistir aos shows, ouvir o som tocado ao vivo, na minha frente.

Hoje eu moro no Rio de Janeiro, e isso me proporciona assistir excelentes shows com uma frequência que dói no bolso: só no último mês assisti Tame Impala, Red Hot Chili Peppers e Devendra Banhart, aqui pertinho de casa.

Devendra Banhart com o Amarante no Circo Voador. 

Mas nem sempre foi assim, até o ano passado eu morava em Porto Alegre e apesar de lá ter assistido shows incríveis como Roger Waters, Aerosmith, Madonna, Pearl Jam, Norah Jones, entre tantos outros, a cidade sempre ficava de fora em muitas turnês. E pra poder assistir alguns, tinha que viajar. E foi exatamente aí que peguei o gosto pela coisa: queria assistir um show, e de brinde, ganhava uma viagem.

AC/DC EM SÃO PAULO
A primeira viagem que fiz pra assistir um show longe de casa, foi para ver AC/DC em São Paulo com meu irmão e amigos. Logo que anunciaram, decidimos ir e corremos pra comprar os ingressos, e o grande dia era 27 de novembro de 2009, algo como 3 meses depois da compra dos ingressos.

Só que depois disso, não tínhamos muita ideia de como dar os próximos passos: onde ficar, quando e em qual companhia era melhor comprar as passagens, o que aproveitar na cidade. Eu só sabia que queria ir no MASP, na Liberdade e encontrar amigos que moravam lá.

Hoje, olhando pra trás é engraçado, mas na época foi frustrante: chegamos em uma sexta, poucas horas antes do show, ficamos num hotel com localização e ambiente horrorosos ruins, não fomos no MASP, não consegui encontrar os amigos, e acabamos conhecendo a Liberdade num sábado de noite e só deu pra jantar… ah, a nossa passagem era com retorno no domingo às 13h, ou seja não ficamos nem dois dias inteiros na cidade… muito idiotas amadores! ahahahah

Mas também assistimos um dos melhores shows das nossas vidas, conheci ruas que tanto tinha comprado no Banco Imobiliário (Rebouças), vi engarrafamentos gigantescos, descobri barzinhos interessantes. Valeu muito a pena, o objetivo foi cumprido e o show foi demais! Mas voltei pra casa querendo voltar pra lá, e claro, voltei muitas vezes pra assistir outros shows como Killers, Black Keys, Hives, Kings of Leon…

AC/DC na Black Ice tour no Morumbi. Olha o Angus!

U2 & MUSE EM BUENOS AIRES
O segundo grande show que viajei pra assistir foi U2 e Muse em Buenos Aires em 2011. Mesma história: anunciaram a data, podíamos escolher entre Buenos Aires e São Paulo, e quando fizemos as contas, valia muito mais a pena ir a Buenos Aires, até pra conhecer um lugar novo e viajar pra fora do país. Nós compramos o ingresso e depois fomos pensar nas consequências. Só que tínhamos mais tempo para nos organizar, uns 5 meses. A Dani, minha amiga que foi nessa viagem já havia visitado Buenos Aires e tinha muitas boas dicas pra gente.

Agendei férias, e passamos quase uma semana lá. Chegamos com antecedência, visitamos os pontos turísticos, comemos muito bem, falamos portunhol, e vimos uma organização de evento e espetáculo impecáveis.

Bono e The Edge, seus lindos. Na U2 360 tour.

Mas nada como adquirir experiência: conseguimos fazer quase tudo que queríamos. Só que, claro, não foi nem a metade de tudo que poderíamos fazer na cidade, então voltei a Buenos Aires duas vezes depois, sendo uma pra assistir Foo Fighters e Arctic Monkeys!

MAIS SHOWS
Além desses grandes shows, também já fui pra Florianópolis em épocas diferentes pra assistir Glenn Hughes (comprei as passagens de ônibus um dia antes de viajar) e Jamiroquai (I ♥ milhas, só paguei as taxas, uma semana antes do show). Também já comprei ingressos, passagens, e tudo pra assistir ao Paul McCartney no Rio, mas infelizmente não pude ir.

Glenn Hughes em Florianópolis.

E VOCÊ? QUAL O SEU MOTIVO PRA VIAJAR?
Shows aconteceram e sempre vão acontecer, e eu vou continuar indo, mas pra mim o importante foi descobrir em função da música, que amo viajar. Quando viajei pela primeira vez pra assistir um show, não sabia o quanto podia conhecer e aproveitar de um lugar. E depois fui descobrindo que não preciso ir só por causa de shows, já fui pra eventos de design, pra simplesmente encontrar amigos, pra conhecer lugares que eu nunca havia imaginado ver com os próprios olhos.

Ainda tenho muito a conhecer, mas foi importante aprender que uma viagem, até quando é por motivo de trabalho, pode se tornar um super passeio e claro, uma brecha pra assistir shows! ahaha Tenho amigos que já foram pros EUA, Europa, só por causa de shows.

Quando fui a um evento pelo trabalho, em San Francisco, meus amigos Manso, Mari e Ricardo me levaram pra assistir o show do Ghost Beach, num lugar bem legal chamado Rickshaw Stop, conhecido por lançar bandas indies. Valeu muito a pena :)

DICAS

  1. Fique ligado nas bandas que você gosta, e quando descobrir um show que vai acontecer em um lugar que você quer conhecer, compre o ingresso! Um site bem legal pra fazer isso é o Songkick, onde é possível seguir as tuas bandas preferidas e definir as cidades que pode/quer ir. Cada vez que uma banda vai fazer show em um lugar que você marcou, ele te avisa por e-mail.
  2. Não precisa comprar as passagens logo depois da compra do ingresso: se tiver algum tempo sobrando, espere e procure por promoções. Já paguei só R$250 na ida e volta pra Buenos Aires por esperar uma promoção. 
  3. Peça ajuda aos amigos que já viajaram ou moram onde você quer ir ver um show, isso é muito útil, pode te ajudar a descobrir coisas ótimas e até economizar na estadia, ficando na casa deles. Thanks amigos! E se precisar, pergunta pra gente também.
  4. Não subestime uma boa organização, é isso que vai tornar a viagem completa. E se não souber por onde começar, siga as dicas da Lu sobre como montar um roteiro
  5. Seja espontâneo: às vezes ficamos tão presos a rotina que esquecemos que decidir sem pensar pode trazer resultados muito bons. Já sai de casa 1h antes de um show porque o JP, um amigo meu tinha um ingresso sobrando pro Andrew Bird e o show foi incrível.
  6. Não dá pra esquecer que shows custam dinheiro, e que você precisa estar disposto a investir nisso ao invés de outras coisas, é o meu caso. São escolhas, mas aliar uma viagem com um show é sempre uma boa ideia.

Eu quero muito ir ao festival Glastonbury, próximo a Londres, mas acho que não vai ser em 2014 que vou conseguir, até porque os ingressos já acabaram e só vão vender novamente se houver cancelamentos – além de ficar do outro lado do mundo. Bom, quem sabe já começo a planejar pra 2015 junto com um mochilão pela Europa? :)

Mas e tu, qual o show gostaria de assistir e onde seria? Compre seu ingresso e boa viagem!

2 comentários sobre “Qual é o seu motivo pra viajar?

  1. Sah, como tudo o que faz tem competência, seriedade,eficiência. A narrativa de tuas viagens deixa um gostinho de quero mais e com certeza aqueles que tem a proposta unir viagem e show vão embarcar nessa e seguir tuas dicas.

  2. Tuas narrativas me deixaram com um puta tesao de viajar e ver shows, coisa que nao faco ha 25 anos, bora la!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s