Uma semana no Uruguai

 Eu tinha 5 dias off no trabalho pra tirar. Normalmente, eu tiraria junto com as férias para aproveitar pra viajar. Já que não dava pra fazer isso, comecei a levantar as possíveis viagens de uma semana.
Pesquisando os países vizinhos… Fui parar no Uruguai. Um país pequeno, opções baratas de vôos… Como não é uma viagem que exige muito planejamento (só uma semaninha off!), não precisa nem de passaporte (para viajar em países do Mercosul, basta RG), em cima da hora, carreguei minhas primas :)

Visitamos Montevidéu, Punta del Este e Colónia del Sacramento. Dormindo em albergues e indo de ônibus de uma cidade pra outra. Vamos ao roteiro:

PUNTA DEL ESTE

DIA 1

Saímos cedo, num vôo de manhã, saindo do Rio com escala em São Paulo. Chegamos em Montevideo perto de meio-dia, comemos qualquer coisa no aeroporto e no próprio aeroporto pegamos o ônibus pra Punta del Este. 
 Tem um escritório do ônibus na saída do aeroporto. E não precisa comprar com antecedência. Custa 180 Pesos Uruguaios, cerca de R$18. Chegamos em Punta a tarde (leva umas 3h de Montevideo a Punta). A cidade é micra, pedimos um mapa no Tourist Office da rodoviária e fomos caminhando até o albergue.

PLAYA BRAVA E LOS DEDOS

Como tem sol até quase 21h nessa época do ano, deu tempo de fazer check in, dar uma caminhada pela praia pra conhecer… Ver o sol se por na Playa Brava, onde tem Los Dedos (aquela escultura da mão gigante saindo de dentro da areia). 
 
 
Comemos uma pizza na rua principal e voltamos caminhando até o albergue.  Como ainda não era alta temporada (felizmente), a cidade estava vazia, tranqüila… Ao contrário da badalação high level que começa mais perto do réveillon. 

DIA 2

No segundo dia, alugamos um carro. Pequeno e barato: nossa Laranja Mecânica (:

Dividido por nós 3, era tranquilo. Aproveitamos o carro para ir conhecer as praias mais pros lados La Barra, tipo 30 minutos de carro (de ônibus demoraria muito mais). Na volta demos carona pra duas meninas que estavam saindo da praia, aproveitamos pra trocar ideia e entender melhor a cidade.

LA BARRA

 Pelas praias que passávamos, vimos várias casas enormes. Lindas, certamente muito caras, bem cuidadas, e TODAS sem nenhuma grade ou cerca. 

As meninas explicaram que a cidade é muito segura. A maioria dessas mansões não são de uruguaios, são de europeus, argentinos, brasileiros… Ficam trancadas o ano todo e ninguém assalta. Os ricassos chegam depois do Natal pra passar o réveillon em Punta, curtir uma praia e torrar dinheiro no cassino. Deixamos as meninas no centro de Punta, pegamos uma dica de restaurante barato pra comer o tal Chivito (um sanduíche monstruoso, super tradicional no Uruguai).

CASA PUEBLO – PUNTA BALLENA

Seguimos com a nossa Laranja Mecânica para a Casa Pueblo, em Punta Ballena. Casa Pueblo é a antiga casa de verão do artista uruguaio Carlos Páez Vilaró.  Hoje é museu, galeria de arte e hotel.
Dica: De carro é muito rápido. Mas para quem não dirige ou está sozinho e não quer gastar essa verba com o aluguel do carro, tem ônibus na rodoviária (a mesma em que chega o bus de Montevideo), e os taxis levam lá, esperam você comer alguma coisa, conhecer, e levam de volta a Punta por cerca de R$100 (acho meio desnecessário, mas… tem gente que prefere porque não quer dirigir nem pegar ônibus, caminhar até o lugar e tal).

A boa é ver o sol se por. Ou pelo menos começar a se por, já que isso não acontece antes das 20h em dezembro. Peça as clássicas medialunas e aproveite a vista :)

 Voltamos pro centro de Punta, fomos no albergue tomar um banho e saímos pra dar uma volta pelo porto, paramos num pub chamado Moby Dick.
 

DIA 3

Demos um último rolé pela cidade (que como é micra, já havíamos conhecido bem). Devolvemos o carro e pegamos o ônibus pra voltar pra Montevideo. O mesmo que pegamos no aeroporto, só que em vez de descer no aeroporto, descemos na rodoviária de Montevideo, o Terminal Tres Cruces. Pegamos o mapa da cidade no terminal e já na rua em frente, pegamos um ônibus normal pra chegar até a Plaza Independencia, onde ficava o albergue.

MONTEVIDEO

DIA 4

Saimos passeando pela cidade a pé. Perto da praça independência tem a Cidade Celha e o Teatro Solis.

TEATRO SOLIS

É lindo por dentro. Dá pra visitar uma parte e as exposições. E tem uma visita guiada pelo teatro todo, de hora em hora, se não me engano.

CIUDAD VIEJA

A Ciudad Vieja, área mais antiga de Montevideo, começou a ser construída em 1724. A rua principal é só de pedestre (Pietonal Sarandi), começa bem na Praça Independência. Fomos passeando por essa área até o Mercado do Porto.

MERCADO DEL PUERTO 

Excelente opção pra comer! Um monte de restaurante bom, caros e baratos. Em frente tem uma pequena feira, com os artesãos locais e umas quinquilharias antigas (que eu quase não gosto…).


Seguimos para o Palácio Legislativo, e o fim do dia passamos num mercado comprar as coisas pro café da manhã e sanduíche pra jantar no albergue, e ir pra algum pub depois.

Tem alguns pubs pela Ciudad Vieja. Um do lado do outro, nas ruas mais próximas a Plaza Independencia.

DIA 5

Museu e Galerias de Arte de graça :)
Começamos o dia visitando umas galerias de arte e museus, em volta do albergue. Todos de graça.

PLAYA DE POCITOS

Perguntamos no albergue onde pegava o ônibus pra lá e fomos. Com biquine por baixo da roupa, mas… Chegamos lá, passeamos pela orla, e nenhuma das três entrou na vibe de pegar uma praia. Era legal e tal, mas praia de rio não é tão bonita quanto o azul do mar, não estava tão calor também…
 

EL FARO

Seguindo pela orla, caminhamos até o farol de Montevideo, El Faro (em espanhol). 
 
 

LAS RAMBLAS

Seguimos caminhando por Las Ramblas (a orla), comemos numa lanchonete por ali, vimos pessoas andando de skate, patins, fazendo kite surf… Ficamos jiboiando na grama. Ventinho, aquele clima de fim de tarde de verão, bem tranquilo. Vimos o sol se por e voltamos pro albergue andando. Fomos até Pocitos de ônibus, e voltamos caminhando, passeando.

DIA 6

COLÓNIA

Colónia del Sacramento é uma cidade cercada por muros altos, como uma fortaleza. Muito bonitinha e bem pequena. Aconselho ir e voltar no mesmo dia. 

Visitamos as ruínas, a Calle de Los Suspiros e essa área logo na entrada, a pé.

 


Depois do almoço alugamos a bike e fomos passeando pela orla até a Plaza de Touros (onde se fazia tourada). No fim da tarde, devolvemos a bike, pegamos o ônibus na rodoviária e voltamos pra Montevideo.
 

DIA 7

Pegamos o voo de manhã, escala em SP, de volta ao Rio domingo. 

DICAS

COMER E BEBER
– Patricia (cerveja uruguaia)
– Paella
– Pancho (cachorro quente)
– Parrillada (churrasco uruguaio)
– Chivito (sanduíche gigante!)
– Alfajor e doce de leite (os argentinos que me perdoem, mas…)

 

OS ALBERGUES

Punta del Este | F&R Hostel



Montevideo | Che Lagarto

 

OUTRAS INFORMAÇÕES

Rodoviária de Montevideo: Terminal Tres Croces
Companhias de ônibus que usamos: COT e Turil
– De Montevideo para Punta del Este: 180 Pesos, cerca de R$18 (3h de viagem)
– De Montevideo para Colonia: 200 Pesos, cerca de R$20 (3h de viagem)
Horários disponíveis aqui: http://www.trescruces.com.uy/
Tem ônibus até 23h50, e preços variam de acordo com as empresas operadoras.

3 comentários sobre “Uma semana no Uruguai

  1. Gurias! Estou adorando cada post de voces. O legal é que são super descritivos, com riquezas de detalhes, uma visão diferente daquelas que são nos oferecidas nas agências de viagens.Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s