A odisséia do Cambodia pro Laos pra chegar em Dondet

DonDet (ou 4000 islands) é uma ilhazinha, no meio do Mekong river. Fica no Laos, perto da fronteira com o Cambodia.
Sobre DonDet: A ilha diferente de tudo que eu já vi. Não tem asfalto, não tem carro, e todo mundo conhece todo mundo. O por do sol é lindo, as pessoas são simpáticas e o ritmo lá é mais devagar que qualquer cidade de interior. A melhor forma de conhecer é alugar uma bike e sair por aí.
Sobre o Rio Mekong: É um dos rios mais longos da Ásia, começa na China e passa pelo Laos, Myanmar, Tailândia, Cambodia e Vietnã. É super importante pra economia desses países. Eu acho que, se você resolve conhecer a Ásia, deveria tentar ver o Mekong em algum lugar, acaba sendo um ícone do sudeste asiático.
Durante o planejamento da viagem eu cismei que queria ir lá. Eu sabia que ia ser perrengue. A maioria das pessoas nos forums, blogs, tripadvisor e etc pegam um vôo do Cambodia pro meio do Laos (Luang Prabang) justamente porque fazer esse trecho por terra é puxado… Eu pesquisei mil vezes e não consegui instruções muito precisas em lugar nenhum. Mas pelo menos eu consegui descobrir que era possível – “como” eu só consegui saber quando cheguei lá.
Então, aqui vai a explicação:
Em Siam Reap você precisa encontrar uma dessas agências locais que vende passagem de ônibus. Lá as pessoas falam inglês (as vezes minimamente, mas falam) aproveita pra fazer TODAS as perguntas sobre o trecho, porque os motoristas NÃO falam inglês. Compre o ticket pra DonDet (não se preocupe – ainda – com o ticket pra sair da ilha).
Eles vão te dar um endereço e um horário – esteja lá na hora, mas não comece a panicar se eles não estiverem, atrasar é normal.
Pois bem, estávamos lá, as 6am – no horário marcado.

Preocupação 1: O lugar não parecia um ponto ônibus, achamos que estávamos no lugar errado – olha a foto:14879282871_30e3f70057_b

Preocupação 2: Já com 10 minutos de atraso, não tinha ônibus nenhum lá – “ok, acho mesmo que estamos no lugar errado e perdemos o ônibus”.
Finalmente chegou um cara lá. Mas… chegou de van (não de ônibus) e não falava inglês. Só perguntava: Laos? DonDet? Ticket? Pakse? 
Mostramos o ticket. E o cara fez sinal pra entrar na van. Entramos eu e a Ana, e essas outras pessoas – que também eram turistas – aí na foto acima.
Preocupação 3: Dentro da van, começamos a conversar com os outros turistas, e reparamos que as pessoas iam pra lugares diferentes!
“Ok, agora é certo que pegamos a van errada”.
Olha a vanzinha super apertada – puro glamour:
14727473337_539fbf16d9_b
Depois de horas, uma pausa pra esticar as pernas – ainda sem muita certeza de onde estávamos indo:
14902199583_d503cc084e_b
Depois, paramos num lugar, e o cara fez sinal pra todo mundo descer da van – mais uma vez, sem muita explicação, porque ele não fala inglês.
Nessa hora, ele pediu o ticket de todo mundo de novo – e colou uns adesivos (juro!) no ombro de cada pessoa. Ninguém entendeu nada no começo. Apesar da falta de explicação, reparamos que todas as pessoas com o adesivo azul iam pra DonDet. Por dedução, finalmente (!!!) entendemos que cada cor significava um lugar.
Ele fez sinal pra gente esperar e entrar na balsa:
14859343406_cb135122ff_b
O conforto da balsa14882316675_db994b18c4_b
Entramos na balsa, saímos da balsa… Paramos todos juntos do outro lado. No meio de nada com porra nenhuma. O cara pediu pra gente esperar e simplesmente sumiu.
2h depois… Aparece um cara pegando as pessoas com adesivo amarelo. Depois outro pegando as pessoas com adesivo vermelho… E finalmente, nós, do adesivo azul. Pegamos uma outra van – que enguiçou na estrada:
14695719888_2db0516dc6_b
Finalmente, fizera a van pegar… E sei lá que horas, chegamos na fronteira. Atravessamos (a pé) e pegamos um ônibus do outro lado – abaixo, a foto da fronteira, ainda do lado cambojano:
14859343256_6902228d86_b
O cara veio e pediu o passaporte de todo mundo, e o dinheiro pro visto. Sem muita explicação, de novo. Todo mundo entregou o passaporte.
O maluco levou, sem exagero, UMA HORA E MEIA pra voltar. E a gente lá, fazendo piada que estava ente as duas fronteiras, sem passaporte e o que cara ia sequestrar a gente. Apesar dos mochileiros todos (europeus, americanos, sulamericanos, japoneses, australianos, etc etc) estarem fazendo piada, todo mundo tava achando estranho o cara ter sumido com os nossos passaportes.
1h30 depois… O cara voltou com nossos passaportes prontinhos e carimbadinhos pra atravessar a fronteira. Amém! Nada de sequestro :P
Finalmente, chegamos no Laos. Mas ainda não chegamos no destino final. Eis o ônibus já no Laos.
14727474017_c9815b0a93_b
Mais uma horinha no ônibus. E já de noite, sem iluminação nenhuma, o cara pede pra gente pagar esse barquinho aí (que não estava incluso – pegadinha!)
Eis a gente no barquinho. Papo de 15 horas desde que saímos de Siam Reap e ainda não chegamos em DonDet:
14902254583_6d6f3a1929_o
Finalmente, em DonDet:14879335121_0462a83049_b
Chega lá, cata um hotel na hora… Vai ter uns bangalôs bem baratos. Com ar condicionado e tudo. Pede pra ver o quarto antes de ‘aceitar’ ficar no hotel – porque tem uns bem nojentos. Ficamos em um no primeiro dia, depois mudamos pra outro melhor.
Alugamos bikes pra conhecer a ilha. As principais coisas pra fazer são: ver as cachoeiras, búfalos, campos de arroz e pegar um caiaque pra ir ver os golfinhos de água doce. O por do sol é lindo demais.
Até em dia de chuva é lindo:

Agora a odisseia pra sair da ilha:

Primeiro: Carona até o lugar onde sair a canoa. É bom não ter que carregar a mochila as vezes :)
14695668900_2ea9a0f069_b
Segundo: pegar uma canoa no rio Meakong – é a mesmo tipo de canoa que que a gente usou pra chegar, mas parece bem mais segura quando não tá tudo escuro e não dá pra ver nada no rio.
14911026071_0ea4b63afb_b1
14879893194_6b97303a0e_b
Depois ônibus pra Pakse.
De Pakse pra Vientiane – de van.
E por último, outra van de Vientiane pra Vang Vieng.
Rodoviária em Vientiane14727444929_f7e78209fd_b
Uma das passagens:
14727458239_f5ed3c4a1f_b
Depois de mais um dia inteiro de van / ônibus / canoa / tuktuk:
Chegamos em Vang Vieng

Um comentário sobre “A odisséia do Cambodia pro Laos pra chegar em Dondet

  1. Nossa, que lugares lindos, mas que coragem, digo isto porque eu na Bolívia já ficava desesperada em algumas situações, imagina em um lugar onde quase ninguém fala inglês… wow. Um dia ainda serei aventureira nesse nível hard… entende quando falo que quero ser assim quando crescer? HAHAHA. Beijo Luciana, continua postando que eu tô adorando!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s